segunda-feira, 16 de setembro de 2019

DA LUZ A VILNIUS


"Mais de 54 mil é paixão e adesão. Coração e motivação. Com Pizzi a marcar e Bruno Lage a liderar. Agora é olhar para a Champions.

1. O Benfica ganhou, sem brio, ao Gil Vicente. O pós tempo de selecções gera aquilo que já se conhece como o vírus FIFA. Ontem o City e o Atlético de Madrid perderam e a Juventus empatou. E o Bayern, com uma grande primeira parte, empatou com o próximo adversário do Benfica. Mas ontem o Benfica, com Taarabt em grande, conquistou, com toda a justiça, importante três pontos. Não foi um jogo conseguido. E o Gil, liderado por um dos brilhantes senadores do futebol português - Vítor Oliveira -, mostrou qualidade de e no jogo e permitiu ver jogadores que importa acompanhar, como o búlgaro Kraev. Hoje teremos o Porto em Portimão e o novo Sporting de Leonel Pontes no Bessa. E desta quinta jornada ficam ainda a derrota do Braga em Setúbal e a confirmação do Famalicão como a equipa revelação neste arranque da nossa Liga. E ficam ainda os números impressionantes de adeptos que, de forma sistemática, marcam presença no Estádio da Luz. Mais de 54 mil é paixão e adesão, coração e motivação. Com Pizzi a marcar e Bruno Lage a liderar. E agora é olhar para a primeira jornada da Liga dos Campeões. Com grandes jogos e com uma crescente visibilidade global.

2. Arrancam na próxima semana as duas principais competições europeias de clubes. Com jogos fantásticos em Madrid e em Paris, por exemplo, o Benfica recebe o RB Leipzig e quererão Bruno Lage e a sua equipa um arranque vitorioso numa competição que dá dinheiro, gera prestígio e que é uma montra para todo e qualquer jogador. E acreditando nós que o Benfica, este Benfica, se afirmará o projectará, esta época, nesta Liga dos Campeões. A Liga dos Campeões, e em crescendo igualmente a Liga Europa, é um espaço de afirmação de uma marca (clube), um momento de promoção de jogadores (como João Félix bem percebeu!) e múltiplos instantes de visibilidade de estádios e das cidades onde eles se situam. Lisboa, Porto, Braga e Guimarães serão notícia ao longo desta semana em diferentes e diversificados meios de informação e de comunicação. Incluindo, obviamente, nas redes sociais. E num momento em que o Estádio da Luz, para legítimo orgulho benfiquista, foi considerado um dos melhores estádios do mundo para eventos desportivos! O que implica que é um estádio atractivo e sugestivo, particularmente, e por exemplo, no que concerne a facilidade de acesso a pessoas portadoras de deficiência! Mas importante reconhecer nesta aldeia global que o futebol e o seu especifico turismo têm relevância económica e que esta suscita um efectivo crescimento em razão da mobilidade europeia. E está proximidade que os novos céus de uma Europa sem fronteiras proporcionam e, com ela, a circulação sem condicionalismos ou constrangimentos - diríamos que antes de um complexo e duro Brexit! - são motivo para viagens curtas e para o conhecimento de outras gentes e outras línguas, outra gastronomia e outra cultura, outra história e outras formas de ser e de estar. Mas com a consciência que o futebol é um palco de encontros, de partilhas e de conhecimentos. E desde Edmund Burke sabemos que «não há conhecimento que não tenha valor!» Não há mesmo!

3. (...)"

Fernando Seara, in A Bola

Sem comentários:

Publicar um comentário