quinta-feira, 6 de agosto de 2020

A DEMOCRACIA, OS BENFIQUISTAS E AS ELEIÇÕES

"Ponto prévio: Este texto não visa apoiar nenhuma das candidaturas apresentadas até à presente data. 
Faltam cerca de três meses para mais um ato eleitoral no nosso Clube. Enquanto associado não tenho dúvidas, o ato eleitoral é o dia mais importante para qualquer Benfiquista. E porquê? Porque é a oportunidade suprema de todos associados expressarem a sua opinião sobre quem os deve representar à frente dos destinos do clube.
Recuemos então uns anos para que melhor possamos entender a importância deste dia. Desde os primórdios da sua história que o Benfica se tem afirmado como a instituição desportiva mais democrática do país. Mesmo durante os tempos do Salazarismo, onde o país se via oprimido por uma ditadura fascista, o Sport Lisboa e Benfica era um autêntico oásis democrático onde os sócios eram livres de expressar a sua opinião, as eleições eram livres e os candidatos tinham as mais variadas cores politicas.
Foi, portanto, esta força democrática e esta união dos sócios que permitiram ao Benfica tornar-se naquilo de que tanto nos orgulhamos, um clube popular, de pessoas para pessoas. Um clube agregador de todas as classes, géneros e raças. Um clube que edificou o maior estádio do país com a contribuição e esforço de todos os sócios, que eliminou fronteiras por essa Europa fora dominando a década de 60 do futebol do Velho Continente com a contribuição de talentosos jogadores provenientes das ex-colónias. Um clube que se fez grande sem favores de ninguém. Cabe-nos a nós todos manter esse espírito democrático nos tempos eleitorais que se avizinham. Para isso que isso aconteça não devemos ter preconceitos em relação a qualquer ideia/opinião de qualquer candidato. Devemos ter a noção de que o nosso único desejo comum é do ganhar. Nenhum de nós é deste ou daquele candidato, todos somos Benfica e todos devemos ouvir todas as propostas, entendê-las e debatê-las.
Nunca na nossa história tivemos um ato eleitoral tão concorrido. E acreditem que não se trata de ganhar este ou aquele, trata-se de honrar o Benfiquismo com civismo e elevação para que no final o maior vencedor seja o Sport Lisboa e Benfica.
Com a participação e elevação de todos, temos o dever de manter a chama democrática do clube acesa e de o fazer ganhar com a pluralidade de opiniões. Somos nós que não podemos permitir que o Clube se continue a fechar sobre si mesmo como tem acontecido nos últimos tempos. O Benfica estará sempre acima de todos nós, mas será sempre nosso."

Sem comentários:

Publicar um comentário