terça-feira, 2 de março de 2021

VAMOS LÁ FAZER CONTAS!!!



 


"Após o clássico entre o FC Porto e Sporting CP, fomos brindados com mais um comportamento inqualificável, ultrajante e obsceno por parte do FC Porto, representado pelo seu assessor, Rui Cerqueira. 
Em causa estiveram as evidências expostas pelo jornalista Duarte Monteiro, que, sem demonstrar o receio habitual que outros jornalistas exteriorizam ao serem incapazes de confrontar Sérgio Conceição, foi audaz e constatou o óbvio: que durante os jogos do FC Porto é comum os elementos da sua equipa técnica manifestarem repulsa contra as decisões de arbitragem, com insultos, ameaças e protestos recorrentes. 
Neste caso em particular, foram 12 as vezes que os elementos do FC Porto se levantaram para intimidar a equipa de arbitragem, ao longo dos 90 minutos.
Após esta simples evidência e mal as câmaras pararam de filmar, este jornalista foi insultado, covardemente, pelo assessor do FC Porto. Como se tal não bastasse, foi ainda ameaçado por adeptos do FC Porto, tendo-se visto obrigado a apagar a sua conta do Twitter, a posteriori, de forma a proteger a sua integridade pessoal.
O CNID (Associação dos Jornalistas de Desporto) e o SJ (Sindicado dos Jornalistas) foram céleres em repudiar tais atos, mas, pasme-se, da parte do FC Porto e à data de hoje, nem um único pedido de desculpas foi feito e nenhuma consequência foi imputada ao clube.
Este é o reflexo do nosso desporto e é o resultado de anos de impunidade absoluta por parte de um clube que não se rege pelas mesmas regras nem leis que os demais clubes e cidadãos.
Infelizmente o rei vai nu e, tal episódio - cuja essência remonta aos primórdios dos saudosos e dourados anos 90 - será apenas mais um de uma lista que já vai longa. Para ser a recreação perfeita, só falta mesmo a creolina nos balneários dos adversários do FC Porto.
Lançamos o vídeo que nos chegou com as provas do sucedido, de forma a expor este escândalo. Tem a palavra a Comunicação Social."

Sem comentários:

Publicar um comentário