terça-feira, 20 de abril de 2021

SL BENFICA | AS 4 PIORES VENDAS DO PASSADO RECENTE ENCARNADO



 "Nem sempre os clubes sabem comprar e vender da melhor forma, e o SL Benfica não é exceção. Por um lado, temos os flops, aqueles jogadores que são contratados com a esperança de se tornarem verdadeiras estrelas no clube e acabam por não render aquilo que se esperava, mas por outro, às vezes os flops são mesmo os clubes que vendem os jogadores antes de estes poderem mostrar o seu valor. 

Hoje falaremos nas piores vendas do Sport Lisboa e Benfica no passado recente, acrescentando uma venda que foi feita ainda no século passado, mas que tem repercussões até aos dias de hoje.Falarei de lendas de outros clubes, de negócios em carrossel, da “saga dos 15” e ainda de como “perder” 40 milhões de euros por causa de uma cláusula de compra.

1. Deco
Muitos não o sabem, mas Deco foi jogador do SL Benfica antes de se tornar numa lenda de um dos maiores rivais dos encarnados, o FC Porto.
O “mágico” chegou a Portugal através do SL Benfica proveniente do SC Corinthians e foi imediatamente emprestado ao FC Alverca na primeira temporada. No seu segundo ano em Portugal, o SC Salgueiros garantiu o jogador, também a título de empréstimo.
Deco não havia de realizar um único jogo de águia ao peito. A 31 de março de 1999 o SL Benfica vendeu Deco por 8 milhões de euros ao Futebol Clube do Porto para este se tornar uma verdadeira lenda dos Dragões, fazendo carreira ainda no FC Barcelona e Chelsea FC.

2. Bernardo Silva
Um dos jogadores pior aproveitados que saíram do Seixal. Bernardo Silva é magia, é drible, é inteligência, mas nada disso foi aproveitado pelo SL Benfica.
Com muita concorrência para um menino que na altura tinha apenas 20 anos, nunca teve uma verdadeira oportunidade na equipa principal após ter percorrido todos os escalões de formação do clube encarnado.
Saiu no carrossel de vendas por 15 milhões de euros e o seu valor de mercado foi sempre a subir. Atualmente vale cerca de 70 milhões de euros e é um dos “meninos bonitos” no Manchester City FC de Guardiola.
Mais uma vez, 15 milhões é muito dinheiro para um jovem sem provas dadas, mas por outro lado, é um risco vender sem dar oportunidades. A saga dos 15 atacou mais uma vez.

3. João Cancelo
João Cancelo foi, por muitos anos, uma das joias da formação encarnada. Percorreu alguns escalões de formação no FC Barreirense até chegar ao Seixal para se afirmar como um dos jovens mais promissores da sua geração.
O Sport Lisboa e Benfica promoveu Cancelo à segunda equipa encarnada, onde realizou 51 jogos. Na sua segunda temporada como sénior, Cancelo estreou-se a jogar pela equipa principal, mas foi um percurso muito curto. Dois jogos depois e havia sido vendido ao Valência CF a troco de 15 milhões de euros.
Aquele que poderia ter sido um bom negócio, (pois convenhamos, 15 milhões por um jogador que não tinha ainda provas dadas no futebol era um bom negócio) acabou por sair furado. Cancelo é, atualmente, um dos melhores laterais do mundo com um valor de mercado a rondar os 50 milhões de euros.

4. Luka Jovic
Luka Jovic é um dos piores negócios da história do SL Benfica. Não porque por aquilo que jogava no clube (muito pelo contrário), mas pelos contornos em que o negócio foi realizado. 
Ora bem, Jovic foi emprestado ao Eintracht Frankfurt com uma taxa de empréstimo de 200 mil euros e com opção de compra na ordem dos 22 milhões de euros. Pois bem, aquele parecia um valor irrisório, mas Jovic destacou-se na Bundesliga nesse ano e surgiam interessados no jogador um pouco por toda a Europa.
O Real Madrid CF era um dos interessados e apresentou uma proposta de 63 milhões de euros ao… Eintracht Frankfurt. Portanto, a equipa alemã ativou a cláusula de compra de 22 milhões de euros e vendeu o jogador logo de seguida ao Real Madrid CF por 60M. Um lucro de 40 milhões instantaneamente.
Um dos piores negócios do Sport Lisboa e Benfica."

Sem comentários:

Publicar um comentário