sexta-feira, 28 de setembro de 2012

JOÃO RODRIGUES CONDENA INCIDENTES,FALOU-SE MUITO DE FUTEBOL E POUCO DE CONTAS











João Rodrigues condena incidentes na AG do Benfica

Fonte: a1
O ex-presidente da Federação Portuguesa de Futebol João Rodrigues, conhecido benfiquista, critica os incidentes ocorridos ontem em Assembleia Geral, considerando-os indignos do prestígio do clube e injustos para com o presidente, Luís Filipe Vieira. Os sócios do Benfica chumbaram, ontem à noite, o relatório e contas referente ao exercício de 2011/12. Consequência: os sócios vaiaram Luís Filipe Vieira e pediram a sua demissão. Um associado entrou nas instalações e fez rebentar um petardo.
À parte a reunião de ontem João Rodrigues, advogado, conselheiro do Benfica e antigo presidente da Federação Portuguesa de Futebol, condena os incidentes da assembleia e geral e não revê o Benfica na reunião magna, enquanto constata que Luís Filipe Vieira está cansado e pondera a sua recandidatura à presidência do clube da Luz.
Para João Rodrigues não será necessária qualquer alteração ao relatório e contas que acabará por ser aprovado, numa próxima assembleia geral.
João Diogo Manteigas, especialista em direito desportivo, membro da associação portuguesa de direito desportivo e colunista no jornal Expresso, esteve na assembleia e, na Antena 1, defende que os trabalhos foram mal conduzidos.
Na opinião deste jurista o presidente da mesa da assembleia geral, Luís Nazaré, deveria ter dado "um murro na mesa e suspendido os trabalhos".
Agora dentro de duas a três semanas deverá ser apresentado um novo relatório e contas que, entretanto, deverá ser elaborado.
No essencial tudo aconteceu de uma forma turbulenta porque, durante a noite, se falou muito de futebol e quase ninguém prestou a devida atenção ao relatório e contas, disse quem esteve presente na reunião.

Sem comentários:

Publicar um comentário