domingo, 31 de janeiro de 2016

DEMOS A IMAGEM DO NOSSO PODERIO


Rui Vitória qualificou como «justa e categórica» a vitória do Benfica em Moreira de Cónegos, desdobrando-se em elogios à exibição assertiva das águias diante do Moreirense.

«Entrada forte era importante para marcar a diferença e a nossa posição. O Moreirense iria querer reagir, mas nós estávamos aqui para ganhar. Os jogadores foram fantásticos nessa interpretação, entrámos seguros, consistentes, com futebol de qualidade e fácil. Chegámos ao intervalo a vencer por 2-0 e na segunda parte seria aproveitar os erros do Moreirense e aumentar a vantagem».

«Foi uma vitória justa e categórica, os jogadores tiveram um desempenho fantástico. Era importante dar uma imagem clara do nosso poderio», sublinhou Rui Vitória, desvalorizando a série de dez vitórias consecutivas:

«É resultado do trabalho acumulado e da capacidade dos jogadores de apreender o que tentamos pôr em prática. Há muita gente a trabalhar para que isto aconteça, mas a nossa preocupação não são as vitórias consecutivas, antes ganhar jogo a jogo.»

«Os processos começam a ficar muito assimilados, os jogadores começam a jogar com muita facilidade e entenderam o que têm de fazer em todos os momentos do jogo», enalteceu Rui Vitória.

Rui Vitória não disfarça o regozijo com o bom momento do Benfica, traduzido em série de dez vitórias consecutivas em jogos para a Liga e Taça da Liga, mostrando-se pouco preocupado com os rivais.

«Importa-me a minha equipa, a forma como temos vindo a trabalhar e a jogar. Estamos a fazer o nosso trabalho. Falta muito campeonato, neste momento estamos bem, não há como negar. Se estamos melhor ou pior… Estamos preocupados connosco e em fazer as coisas bem. Os meus jogadores nisso têm sido muito bons», elogiou.

Rui Vitória encara com tranquilidade o preenchido calendário do Benfica no mês de fevereiro, com um total de seis jogos no espaço de 22 dias.

«Desde agosto que todos os meses são decisivos. Isso, para nós, é mais do mesmo. Temos de estar preparados para tudo e estaremos preparados para este mês. Tem sido assim desde que começámos, o Benfica é exigência máxima. Temos dado resposta e vamos continuar a dar», afiançou em conferência de Imprensa.

Num momento particularmente agitado do futebol português no que à arbitragem diz respeito, o treinador do Benfica veio a terreiro elogiar a qualidade dos árbitros nacionais e reconhecer a «missão ingrata» que lhes está confiada.

«Temos muito bons árbitros. Tal como nos jogadores e nos treinadores, há bons e há menos bons. Mas, de uma forma generalizada, temos bons árbitros. Todos erram. O que eu acho que é importante reter é o seguinte: os árbitros têm uma missão ingrata, ao errar não se prejudicam só a si próprios, quando erram prejudicam as outras equipas. Um ponta de lança quando falha prejudica-se a si e à sua equipa, o árbitro quando falha prejudica as outras equipas. É um trabalho difícil, mas de forma genérica temos boa qualidade em termos de árbitros comparando com o exterior», avaliou Rui Vitória, em conferência de Imprensa no final do jogo com o Moreirense.

Rui Vitória não vislumbra razões para alarme nas notícias que dão conta do assédio de `tubarões´ do futebol europeu a Renato Sanches.

«Ele tem uma maturidade muito grande para a idade que tem e está protegido por um conjunto de jogadores que o ajudam neste processo. Quando as coisas tiverem de acontecer, acontecerão. Não vale a pena antecipar cenários, não há qualquer alarme em relação a isso»,

Rui Vitória diz que Luka Jovic, o mais recente reforço do Benfica, partirá em pé de igualdade com os restantes companheiros na luta por um lugar no onze da águia.

«Os jogadores, durante a semana, é que dizem quem joga e quem não joga. Têm sido muito bons no seu desempenho, é o seu dia-a-dia que dita tudo. Estão a trabalhar de forma brilhante. Entra um e sai outro e funciona tudo da mesma maneira», salientou em declarações à Sport TV.

Sem comentários:

Publicar um comentário