domingo, 31 de janeiro de 2016

JOSÉ MANUEL CAPRISTANO EM ENTREVISTA


José Manuel Capristano concede este domingo uma entrevista ao Desporto ao Minuto. Em declarações ao nosso site, o antigo vice-presidente do Benfica comenta as mais recentes polémicas, dos vouchers ao castigo a Slimani e deixa contundentes críticas ao presidente do rival Sporting.

As polémicas entre Sporting e Benfica têm sido um dos temas quentes da temporada desportiva. A troca de Jorge Jesus, da Luz para Alvalade, foi o rastilho para que se abrisse uma linha de confronto que tem tido o seu ponto alto nos ataques de Bruno de Carvalho às 'águias'. 
Em entrevista ao Desporto ao Minuto, José Manuel Capristano, antigo vice-presidente do Benfica, não tem dúvidas em classificar o atual clima de crispação como negativo para o futebol português, mas também não tem dúvidas quando é preciso apontar o dedo aos culpados, identificando o presidente do Sporting como o principal responsável de todas as grandes polémicas no futebol português nos últimos tempos. Fique com mais uma entrevista realizada pelo Desporto ao Minuto.
Bruno de Carvalho apontou baterias ao Benfica esta temporada. Depois de 'roubar' o treinador, investiu muito do seu discurso contra o que, alegadamente, são irregularidades no Benfica. O Benfica, depois do silêncio, tem contra-atacado com processos judiciais. O presidente do Sporting é o principal culpado por toda esta crispação?
Acho que o presidente do Sporting é o único culpado por toda esta situação. Ainda agora foram arquivados todos os processos contra o Benfica. Vouchers? É cortesia social. As leis da UEFA permitem que se ofereçam prendas. Por outro lado, se alguém pensa que algum árbitro pode ser corrompido ou ficar mais disponíveis por causa de um almoço… francamente, é desrespeitar a classe dos árbitros. É apenas cortesia, algo que alguns não sabem o que é.
Quem cria problemas atrás de problemas, quem tem a mania da perseguição, infelizmente para o futebol em Portugal, é o presidente do Sporting. 
Ou Bruno de Carvalho muda de caminho ou qualquer dia tem todos contra ele. Repare que já foi contra tudo, contra o presidente da Federação, da Liga, contra o Manuel Fernandes, … contra presidentes anteriores do Sporting. Bruno de Carvalho fala como presidente de claque, mas é presidente de uma grande instituição centenária. Não se pode esquecer que é presidente de um clube e não de uma qualquer claque, com todos o respeito que me merecem as claques.
E o processo a Slimani… considerou justa a decisão dos responsáveis federativos. Será que estaremos perante um novo caso Hulk em que o atleta vai ser castigado e depois vê-se que não havia factos para ser 'condenado'?
Acho que basta ver as imagens para ver que o Slimani agrediu o Samaris. Ele tem esse hábito. É um homem muito bem constituído e joga muito com os cotovelos. Porque é que demorou tanto tempo entre o facto em si e a instauração do processo, também não sei. Isso é que pode ser questionado. Mas os factos são indesmentíveis. Que demorou muito tempo, acho que demorou.
À parte do Benfica, como vê o atual momento de Sporting e FC Porto? Lopetegui foi despedido, acha que Peseiro foi a melhor escolha para assumir o comando técnico de uma equipa que, de certa forma, desmoralizada?
Acho que o FC Porto está muito bem em termos diretivos e sabem o que estão a fazer. Peseiro tem trabalho feito, esteve no Sporting, foi a uma final da Taça UEFA, tem passado no futebol. Se o FC Porto entendeu que era o homem certo, nada há a dizer. Admito que Peseiro tem currículo e se assim decidiu o FC Porto acho que sabem o que estão fazer.
Acha que o Sporting já perdeu o seu fulgor? Acha que está mais forte do que na temporada passada?
O Sporting tem uma belíssima equipa e um belíssimo treinador. Está mais forte do que o ano passado até porque já comprou vários jogadores desde que Jesus chegou. O Sporting está a gastar o dinheiro que pode. Não me interessa muito a vida dos outros, nomeadamente a do Sporting. Mas tem um belíssimo treinador, ótimos jogadores, Slimani, João Mário e Adrien estão a jogar como nunca. É um fortíssimo candidato ao título, como são Benfica e FC Porto. Está na liderança e olhar para cima ou para baixo é sempre diferente. Por isso, está na luta como os outros, com a vantagem de ter dois pontos de avanço [no sábado, antes do jogo com a Académica].
Pedro Proença chegou recentemente à liderança da Liga de Clubes. Que avaliação faz sobre estes primeiros meses do seu mandato? Era este o homem que o futebol português precisava?
É muito cedo para avaliar isso. Não vale a pena ser-se precoce, temos de dar tempo ao tempo. Neste momento é prematuro fazer qualquer afirmação sobre essa matéria. Como mais de ser objetivo do que subjetivo naquilo que digo. Vamos dar-lhe tempo.
Em entrevista ao Desporto ao Minuto, José Manuel Capristano, antigo presidente do Benfica, instado a comentar sobre a primeira metade da temporada das 'águias', lembra as dificuldades encontradas pelo novo treinador do Benfica. Falando sobre as unidades que em maior destaque têm estado na Luz, o antigo dirigente deixa rasgados elogios a Nico Gaitán e fala ainda sobre o possível reforço Carrillo, que esta semana foi posto na rota dos 'encarnados'. 
Depois de um início de temporada com alguns resultados menos animadores, o Benfica tem conseguido recentemente boas exibições com muitos golos. Acha que Rui Vitória já conseguiu encontrar a fórmula para fazer esquecer Jorge Jesus?
Não vale a pena fazer comparações entre uns e outros. Rui Vitória é o treinador do Benfica, é um treinador com currículo e que subiu a vida à pulso e chegou ao Benfica depois de seis anos de um treinador notável. Vitória tem as suas ideias e isso demora sempre algum tempo a implementar. O início do campeonato foi um pouco mais difícil por isso, mas também pela pré-temporada que teve grande lucro financeiro, mas que exigiu muitas deslocações. Com um treinador novo houve um início de época titubeante. Com o tempo, Rui Vitória está a provar que sabe o que está a fazer e o Benfica está a atingir um pico de forma. É legitimo que todos os benfiquistas sonhem com vitórias.
Agora, com jogadores que estavam lesionados, como é o caso do Salvio, Luisão e Nélson Semedo, que tão boa conta deu de si, com estes reforços acho que todos os benfiquistas devem ter esperança de que possam este ano voltar a ter muitas alegrias.
O campeonato português, com a troca de treinadores, ganhou uma dimensão que parecia estar arredada da história recente. A rivalidade entre Sporting e Benfica está ao rubro, falando-se agora sobre a possibilidade de Carrillo trocar Alvalade pela Luz. Que comentário lhe merece a possibilidade de o peruano vir para Luz?
Olho para estas informações da forma mais natural possível. Se João Pinto, em final de contrato, há uns anos, deixou o Benfica para ir para o Sporting; se Jorge Jesus deixou a Luz para ir para Alvalade; porque razão Carrillo, que vai terminar contrato, não pode assinar pelo Benfica? A não ser que os sportinguistas querem regras próprias só para eles. A ser verdade que assinou pelo Benfica, acho que é uma jogada de mestre do presidente do Benfica, tal como outros fizeram. O Maxi não foi para o FC Porto?
Devo dizer que fiquei bem impressionado com as declarações de Jorge Jesus que falou do seu caso para exemplificar sobre o Carrillo. Acabou o seu contrato e decidiu pela sua cabeça aquilo que quis.
Porém, se já estava ao rubro esta conflitualidade entre Benfica e Sporting, pela forma de estar na vida do presidente do Sporting, agora não sei como será. A rivalidade deve ser uma coisa saudável e está a tornar-se uma coisa doentia. Acho que é perigoso e desagradável este tipo de crispação.
Acha que esta transferência poderá ter sido ultimada a prever uma eventual saída de Gaitán? Afinal é um dos jogadores mais cobiçados do plantel…
Não sei se tem ligação, não estou dentro do clube. São jogadores da mesma área, mas acho que Gaitán é inigualável e único, é o maior génio que está em Portugal a jogar futebol. Um já está formado e é um génio, o outro é um grande jogador. A ser verdade que vai para o Benfica é uma grande contratação.
Que comentário lhe merece a chegada de tantos jovens da formação ao plantel principal? Acha que foram as condições financeiras que impuseram este caminho ou há uma clara mudança de rumo com esta aposta na academia?
Acho que o presidente do Benfica, desde sempre, manteve a opinião de que se devia tirar mais partido da formação, até porque se gasta muito dinheiro no Seixal. É um complexo de topo, com todas as condições para que seja uma fábrica, passo a expressão, de talentos. A política do Benfica sempre foi essa: tentar que vários elementos saiam da formação para equipa principal. O ano passado não saíram, saíram para o estrangeiro, por avultadas quantias. Não eram opção para Jesus, mas este ano já há Gonçalo Guedes, Nélson Semedo e Renato Sanches. São mais-valias que têm vindo da formação e espero que isto continue. Isto não quer dizer que não se comprem jogadores novos, com futuro previsto bom, que possam afirmar-se. A academia tem de ser uma fábrica de talentos, mas não pode se pode viver só isso e têm de comprar-se jogadores de primeira linha. 
Luisão não está a ir para  novo… Jonas, apesar da boa forma, também já não é um rapaz. Que comentário faz a política desportiva seguida esta temporada? Não teme que se passe no Benfica um bocadinho aquilo que se está a passar no FC Porto com perda de referências no plantel?
Exatamente para  que não se passe por essa fase, que não se perca a mística, é que é importante que das camadas jovens surjam elementos para a equipa principal. Luisão e o Jonas são dois jogadores excecionais. Luisão, aliás, é o brasileiro mais português que está em Portugal. Vestiu a camisola do Benfica e não sendo português de nascimento é português por vocação. Ficou muito bem em Portugal e julgo até que pode prosseguir a carreira depois de decidir abandonar os relvados. A mística está lá dentro. O Jonas tem sido uma mais-valia extraordinária, das melhores contratações que o Benfica fez. É por isso que digo que não pode ser só formação. Tem de ser um casamento entre os elementos da formação e jogadores de primeira linha. Não podemos ganhar sempre, mas temos obrigação de jogar sempre para ganhar. Isso é o que o Benfica tem ultimamente conseguido. 

Sem comentários:

Publicar um comentário