quarta-feira, 28 de setembro de 2016

NÁPOLES - BENFICA, 4-2 : SEGUIR EM FRENTE E APRENDER COM OS ERROS


O Nápoles venceu esta quarta-feira o Benfica por 4-2 em jogo a contar para a segunda jornada do Grupo B da Liga dos Campeões. A formação napolitana abriu o marcador na primeira parte apesar da boa réplica 'encarnada', mas no arranque do segundo tempo três golos em menos de 10 minutos sentenciaram o rumo do jogo. A equipa de Rui Vitória ainda reduziu por Gonçalo Guedes e Salvio, mas os três pontos ficaram em Nápoles.
No São Paolo, Rui Vitória apresentou três alterações no onze em relação à equipa titular que defrontou o Desportivo de Chaves no último sábado. Júlio César substituiu Ederson na baliza enquanto que André Almeida e André Carrillo entraram para o lugar de Salvio e Gonçalo Guedes.
Apesar da entrada dominadora do Nápoles, a formação comandada por Rui Vitória aguentou a forte pressão exercida no seu meio-campo defensivo e logo aos 5 minutos criou a primeira grande situação de perigo por intermédio de Mitroglou. O avançado grego rematou de primeira após um cruzamento na esquerda mas o guarda-redes Pepe Reina negou o golo do Benfica com uma palmada na bola.
O primeiro sinal de perigo do Benfica colocou em sentido a formação do Nápoles que tinha alguma dificuldade em penetrar na área do Benfica nos instantes iniciais. Grimaldo e Nélson Semedo estavam em bom plano no arranque do jogo e aos 10 minutos a formação encarnada voltava a criar perigo por Mitroglou, mas o remate do avançado helénico acabou por ser desviado por um defesa napolitano.
E como no futebol há aquela 'máxima' de quem não marca sofre, o Nápoles adiantou-se no marcador aos 20 minutos de jogo na sequência de um pontapé de canto marcado por Ghoulam e finalizado pelo capitão Hamšík. A defesa 'encarnada' ficou 'mal na fotografia' ao permitir o cabeceamento de Hamšík ao primeiro poste sem qualquer oposição.
Ao intervalo, o golo de Hamšík continua a dar vantagem ao Nápoles apesar da boa exibição do Benfica no São Paolo.

All Goals HD - Napoli 4-2 Benfica 28.09.2016 HD por usman-nasir4
No entanto segundo tempo, a equipa comandada por Maurizio Sarri entrou muito forte no jogo e aproveitou alguma desorganização defensiva por parte do Benfica para marcar 'de rajada' três golos em menos de 10 minutos. Aos 51 minutos, Lisandro López comete uma falta à entrada da área e cedeu um livre ao Nápoles. Chamado à conversão do pontapé de livre, Mertens rematou e não falhou, fazendo o 2-0 com a bola a entrar muito perto do poste. Júlio César nem se mexeu. Três minutos depois, o guarda-redes do Benfica tentou compensar um ressalto em Lindelof e na 'mancha' sobre Callejón acabou por cometer grande penalidade. Chamado à conversão, Milik fez o 3-0 e sentenciou aí quaisquer aspirações do Benfica em lutar pela vitória. Moralizados pelo resultado dilatado, e perante um adversário que acusou os dois golos sofridos no arranque do segundo tempo, o Nápoles acabaria por marcar o 4-0 aos 58 minuts por internédio de Milik num lance em que Júlio César falhou por completo uma saída à bola.
Aos 67 minutos, Rui Vitória lançou no jogo Gonçalo Guedes e tirou André Carrillo. O avançado português precisou de apenas três minutos no relvado para reduzir o marcador quando aos 70 minutos aproveita um mau passe de Jorginho, foge a Maksimovic, contorna Reina e remata para o fundo da baliza.
O golo do Benfica acabou por servir de tónico para a equipa de Rui Vitória, que aos 82 minutos lançaria ainda José Gomes para a saída de Fejsa.
Aos 86 minutos, o Benfica acabaria por reduzir para 4-2 num lance muito bem construído entre André Almeida e Salvio. O argentino tinha entrado no início da segunda parte e já perto do final do jogo não desperdiçou um grande passe de André Almeida para 'matar de peito' e fazer o golo.
Mesmo a perder por 4-2, e quando faltavam menos de cinco minutos para o apito final, o Benfica não baixou os braços na procura de tentar mais um golo.
Apesar da boa reação do Benfica na reta final do jogo, e da produção dos 'encarnados' na primeira parte, o Nápoles acabou por conseguir um importante resultado e assegurar o primeiro lugar do Grupo B com seis pontos. Já o Benfica soma apenas um ponto na classificação e partilha neste momento o último lugar com o Dínamo Kiev que empatou esta quarta-feira com o Besiktas a 1-1.

Sem comentários:

Publicar um comentário