segunda-feira, 31 de agosto de 2015

A UTILIDADE DO PAPEL



A utilidade do papel

RUI VITÓRIA USOU TÉCNICA PARA DAR A VOLTA

Se é verdade que quem joga são os jogadores, o comportamento do treinador é essencial no sucesso e desempenho alcançado por uma equipa. As ações do treinador e o modo como se relaciona com os jogadores têm bastante impacto em como estes reagem, se motivam, pensam e executam no jogo.

A liderança que o treinador obtém com os jogadores depende e baseia-se muito na sua eficiência e capacidade de comunicar. Se é adaptada aos jogadores, ao contexto e ao objetivo a que se propõe. O treinador do Benfica, Rui Vitória, deu-nos um exemplo e explicou o porquê do gesto de desenhar em tempo útil num papel para que Raúl Jiménez entendesse e levasse notas para Nicolás Gaitán, quando as emoções do encontro estavam ao rubro e devido aos hiatos comunicacionais entre alguns jogadores do Benfica, seria mais difícil estes entenderem tudo tal como era pretendido.

Perante isto, observámos o treinador do Benfica, no ‘aqui e agora’, durante o jogo de ontem no Estádio da Luz entre o Benfica e o Moreirense. Para compreender a comunicação de Rui Vitória ou outro treinador, é essencial saber-se o seu perfil comunicacional, que não se define por um só jogo ou num contexto. Após isto sabermos se o jogo foi ou não aquilo que eram os seus objetivos e da equipa, e acompanhar as suas decisões para alterar, melhorar, antecipar ou impedir determinados acontecimentos.

Em relação ao ponto um, não podemos afirmar com total certeza o seu perfil, mas sobre a sua comunicação no jogo existem destaques.

Sem comentários:

Publicar um comentário