sábado, 29 de dezembro de 2018

NAS "MEIAS" PELA 10.ª VEZ


FUTEBOL
O Benfica garantiu o ponto de que precisava e qualificou-se para a final four da Taça da Liga.
Pela 10.ª vez em 12 edições da prova, o Benfica apurou-se para as meias-finais da Taça da Liga. Necessitados de apenas um ponto para aceder à final four, os encarnados empataram 1-1 no reduto do Aves e, como vencedores do Grupo A, vão enfrentar o primeiro do agrupamento C (discutido por FC Porto, Chaves e Varzim) no dia 22 de janeiro, em Braga.
Aves e Benfica não empataram minutos a avaliarem-se taticamente no arranque da partida, antes procuraram fazer valer os seus argumentos e começar a apontar às balizas. A equipa benfiquista podia ter-se adiantado no marcador aos 4' após um livre executado por Pizzi sobre a direita e continuado por cabeceamento de Jardel, mas Rúben Dias, de calcanhar, não conseguiu desfeitear o guarda-redes Beunardeau.
Derley, com um remate perigoso (7'), e Mama Baldé (8'), com fuga pela direita e cruzamento para corte de Rúben Dias, agitaram as águas na defensiva dos encarnados, mas estes não tardaram a tomar as rédeas dos acontecimentos, elaborando combinações ofensivas com o objetivo de visar as redes avenses


Zivkovic, aos 20', infiltrou-se na direita após passe curto de Pizzi e armou um tiro que fez a bola passar perto do poste do lado contrário. Após mais um par de ofensivas, André Almeida, aos 39', pareceu travado em falta por Jorge Fellipe na grande área do Aves, mas o árbitro Fábio Veríssimo não considerou que houvesse motivo para assinalar pontapé de penálti. Na resposta, em contra-ataque, Amilton esgueirou-se pela esquerda e concluiu a investida com um chuto para fora.
Antes de se esgotarem os primeiros 45 minutos, Yuri Ribeiro foi protagonista em subida à área do Aves, mas o cabeceamento, após centro de Pizzi na direita, foi detido por Beunardeau (43'). No lance seguinte, Zivkovic tocou curto para André Almeida e este arriscou um disparo de fora da área com o pé direito, mas não acertou no alvo (44').
Os encarnados deram sinais de querer aumentar a velocidade da circulação de bola e ser mais incisivos na dinâmica ofensiva no início do segundo tempo, mas o Aves foi mais certeiro e efetivo.

[GOLO: 1-0] Uma arrancada de Rodrigo pelo corredor direito gerou um cruzamento para Mama Baldé aproveitar na área, cabeceando sem dar hipóteses de defesa a Svilar (49').
Já com Jonas (rendeu Cervi aos 59'), o Benfica atirou para trás das costas as ameaças de Mama Baldé e foi à procura do golo do empate.
[GOLO: 1-1] Aos 70', Yuri Ribeiro alongou o ataque pela esquerda e tocou curto para Zivkovic, que ganhou o ressalto, acreditou, insistiu e cruzou à medida da receção e da conclusão de pé esquerdo de Seferovic.
Os últimos minutos do encontro foram discutidos, mas nenhuma equipa cedeu. No derradeiro segundo do encontro, Jonas ainda deixou Salvio (rendera Seferovic aos 85') em boa posição de marcar, mas o guarda-redes do Aves levou a melhor. O empate, que servia os intentos dos encarnados, foi mesmo o desfecho do desafio.
Onze do Benfica: Svilar; André Almeida, Rúben Dias, Jardel e Yuri Ribeiro; Fejsa, Pizzi e Gedson; Zivkovic, Cervi e Seferovic. 
Suplentes: B. Varela, Corchia, Alfa Semedo, Krovinovic, Salvio, João Félix e Jonas.

Sem comentários:

Publicar um comentário