segunda-feira, 30 de junho de 2014

NÃO HÁ NADA PIOR DO QUE SER ELIMINADO POR UM ERRO DE ARBITRAGEM

Wilmots (foto AP)
O selecionador da Bélgica rejeita entrar em polémicas sobre a arbitragem mas reconhece que tudo pode acontecer no jogo com os Estados Unidos, duelo que dá acesso aos quartos de final do Campeonato do Mundo.

«Agora começa outro Mundial, acabaram-se as contas. Agora estamos nos oitavos de final e vamos fazer tudo para seguir em frente», disse Marc Wilmots, reconhecendo que seria um fracasso falhar a passagem à próxima fase do torneio:

«Sim, seria um fracasso. Mas muitas coisas podem acontecer e influenciar o resultado. Vejam o remate ao ferro do Chile no último no jogo com o Brasil. Em 1994 e 2002, erros de arbitragem precipitaram a eliminação da Bélgica. Não há nada pior do que ser eliminado devido a um erro de arbitragem.»

Questionado sobre as críticas de Jurgen Klinsmann à nomeação do árbitro argelino Djamel Haimoudi: «Eu também podia reclamar desta nomeação porque vencemos a Argélia na fase de grupos. Não quero entrar nesse jogo francófono, enfim. Não falo com os árbitros.»

Wilmots confirmou que Thomas Vermaelen (lesão no joelho) vai falhar o jogo com os Estados Unidos e que Vicent Kompany (virilha) está em dúvida. O selecionador deixou ainda elogios a Eden Hazard: «A nossa equipa gira em torno dele. Pedimos muito a um rapaz que já deu muito à equipa. Ele está tranquilo e não deixa que a pressão tome conta dele. Tem muita ambição.»

Sem comentários:

Publicar um comentário